Zonas costeiras são cada vez mais afetadas pelas alterações climáticas

  • 28/02/20
Imagem do artigo

Devido à localização geográfica, Portugal sofre um forte impacto com o aumento cada vez mais rápido do nível médio das águas do mar provocado pelas alterações climáticas. Esta vulnerabilidade está já bem identificada pelos especialistas e o tema tem recebido especial atenção, dada a necessidade urgente de encontrar soluções que, por um lado, reduzam o impacto e, por outro, permitam a adaptação das zonas costeiras.

Em fevereiro, por exemplo, realizou-se o Encontro Nacional sobre Investigação em Alterações Climáticas, na Universidade de Lisboa. Neste evento, que contou com oito sessões temáticas dedicadas às alterações climáticas, refletiu-se profundamente sobre aquele que é o maior desafio para o mundo e, em específico, para Portugal, tendo em conta a proximidade com o Mediterrâneo e o Atlântico. Em entrevista à SIC Notícias, Margarida dos Santos Reis, subdiretora da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, referiu que existem várias medidas que podem ser tomadas para atenuar os efeitos deste fenómeno em Lisboa, entre elas, a diminuição do impacto humano, a redução da emissão de gases e o aumento das áreas verdes.

Este março, no Roca Lisboa Gallery, recebemos também o evento “On the Coast”, onde refletiremos sobre o impacto da subida do nível das águas do mar no futuro da arquitetura e do design, partindo de uma análise pormenorizada da relação entre Homem e água ao longo dos tempos. Este evento irá realizar-se no dia 24 de março, pelas 18 horas.

Também em março, a plataforma rocagallery.com estará dedicada ao impacto da subida das águas do mar. O tema do mês é precisamente “On the Coast” (“Sobre a costa litoral”) e contará com reflexões sobre as consequências urbanas, sociais e económicas que exigem a adaptação das infraestruturas naturais e urbanas, assim como sobre os danos provocados pelas cheias e outros desastres naturais.

Para lidar com estes desafios, será necessária adotar uma abordagem multidisciplinar, assim como será necessário partilhar conhecimento e investir em design inovador e estratégias de planeamento.

Leia a notícia completa aqui

Noticias relacionadas

Notícias em destaque